“Publicar um livro era um sonho e é muito gratificante realizá-lo”

Sofia Cardoso publicou um registo autobiográfico intitulado “2015 ao pormenor”, a sua estreia literária, em setembro deste ano. Depois de escutar o feedback dos seus primeiros leitores, esta autora já prepara novas incursões pelo mundo das letras.

sofia-cardoso

Qual a sensação de publicar o primeiro livro e como é que este “2015 ao pormenor” foi recebido pelos leitores?

Difícil resumir o que se sente… Antes de mais, um profundo reconhecimento. Por ver um ano de trabalho recompensado e o meu tímido talento valorizado. Publicar um livro era um sonho e é muito gratificante realizá-lo. Só que não basta a editora acreditar, é preciso que o público esteja lá depois para o apreciar e este meu “2015 ao pormenor” tem sido muito bem recebido pelos leitores. Aquilo que as pessoas mais realçam é o lado positivo, otimista, a par da prova de força e superação que reconhecem nele. Dizem-me que se revêem nas minhas palavras, que a leitura é agradável e que transmite uma energia positiva que é inspiradora, o que me deixa particularmente feliz porque é precisamente esse o objetivo maior da minha escrita: tocar de alguma forma quem me lê. Depois recebo também elogios ao ritmo e ao meu estilo muito próprio. A propósito, chegou-me a reação de uma criança de sete anos que ao ler uma passagem exclamou de entusiasmo para a mãe: «parece poesia!», o que prova que o livro é abrangente, podendo cativar várias idades. Tenho também quem me diga que quando começou não conseguiu parar. Que a ideia da estrutura do livro está muito boa, porque é fácil de ler. Já pus a ler quem não gostasse de o fazer, por exemplo… Sobretudo, quem se encontrou nas suas páginas, ficou sensibilizado e achou graça, desde logo, ao desafio de se procurar, sabendo naturalmente que faz parte dele. Se bem que, devo dizer, ainda haja quem desconheça que inspirou um ou mais pormenores deste livro, fazendo assim também parte dele sem saber…

Continuar a ler

“Este livro surgiu para ajudar a valorizar as coisas mais simples”

Sofia Cardoso assina o título “2015 ao pormenor”, publicado pela Pastel de Nata Edições. Conversamos com esta autora para saber o que a motivou a escrever este relato autobiográfico, que pretende ajudar todos os que enfrentam situações difíceis.

sofia cardoso

Porque resolveu escrever este livro?

Perante os desafios da vida, sobretudo os adversos, considero que só temos duas opções: ou nos fortalecemos ou nos deixamos abater. Eu sempre reagi e segui o melhor que consegui. A resistência e a persistência têm sido as minhas armas e resolvi aliar um sonho adormecido à vontade de superar tempos conturbados. Este livro surgiu, por isso, da necessidade de colocar em prática uma filosofia em que acredito e que tenho vindo a cultivar, de forma crescente e cada vez mais consciente, que consiste, basicamente, na valorização diária, prática, efetiva, das coisas mais simples. Na verdade, muitos defendem e aplaudem o gozo intenso e positivo da vida no dia-a-dia, mas sempre achei que são poucos os que conseguem praticá-lo verdadeiramente. No fundo, penso que queria provar, pela minha própria experiência, a mim mesma e ao resto do mundo que isto não é só filosofia em teoria e que é possível, de facto, desencantar um pormenor positivo, real, de cada um dos nossos dias, desde que saibamos valorizar tudo o que nos faz sentir e sorrir.

Continuar a ler