“Mulheres de cinza” – novo livro de Mia Couto chega em outubro

Mia Couto

O novo romance do escritor Mia Couto, “Mulheres de cinza”, é lançado em 17 de outubro, pela Editorial Caminho. Este livro é o primeiro de uma trilogia dedicada aos últimos dias do império de Gaza, encabeçado pelo célebre imperador Gungunhana, o leão de Gaza. Os dois volumes que completam esta trilogia serão publicados em 2016 e 2017. O chamado estado ou império de Gaza abrangia toda a área costeira entre os rios Zambeze e Maputo e tinha capital em Manjacaze. Ngungunyane, Gungunhane ou Gungunhana foi o último dos imperadores que governou esta metade sul do atual território de Moçambique. Derrotado em 1895, pelas forças portuguesas comandadas por Mouzinho de Albuquerque, Gungunhana foi deportado para os Açores, onde morreu em 1906. Mia Couto nasceu em 1955, na Beira, Moçambique, numa família de emigrantes portugueses e depois de trabalhar como jornalista, iniciou uma carreira literária em 1983, com a publicação de um primeiro livro de poesia. Mia Couto escreveu “A Varanda do Frangipani”, “Uma casa chamada terra”, “O outro pé da sereia”, “Jerusalém” e “A Confissão da leoa”. Foi galardoado com o Prémio Camões em 2013.

Anúncios