“Tenho imensa curiosidade pelo que não vemos, mas sentimos”

fábio santos.jpg

Fábio Santos acaba de publicar – pela Capital Books – “Guerra sagrada – Amael”, o primeiro volume de uma saga recheada de anjos e demónios, que tem Lisboa como cenário. Conversámos com este autor, para entendermos melhor a sua escrita.

Que tal a sensação de ver o primeiro livro publicado?

É meio uma experiência fora do corpo. Sempre gostei de criar e escrever histórias, mas jamais coloquei a hipótese de ter um livro publicado ou até que pessoas gostassem do que escrevo, apenas no reino dos sonhos é que me permitia tais pensamentos. Ver este publicado é estranho, ainda me estou a habituar, mas é algo extraordinariamente bom, na linha de ver um sonho concretizado.

Agora que já circula pelos leitores, que reações é que tens recebido?

Os meus amigos começaram a olhar-me com alguma desconfiança, ao perceberem o que vai dentro da minha mente, em termos de imagens de sangue e terror. Mas o feedback geral é que é uma história bonita e bem conseguida e isso deixa-me muito contente.

 Queres explicar um pouco de que trata a história?

É uma história de vingança, em que um arcanjo negro procura o assassino da sua protegida. Esta mulher era a única que o fazia ter controle sobre a sua parte má e quando ela morreu, ele tornou-se um demónio na sua totalidade. Então este arcanjo vem a Lisboa, para terminar a sua vingança, mas quando chega encontra umas quantas surpresas que não está à espera. Amigos e inimigos do seu passado vão surgir e novas alianças se formam. E através do passado do arcanjo, vamos conhecer a guerra sagrada, que os arcanjos e serafins lutam desde o momento da criação do universo contra as Trevas. Ele é um veterano dessa guerra, mas é na Terra que tem a sua missão mais importante. Esta história é uma metáfora dos nossos desejos e lutas para sermos quem queremos ser e por aceitação de quem somos.

É um livro que se enquadra num universo de anjos e demónios, de onde é que vem o teu gosto pelo tema?

Simplesmente por isso: anjos e demónios. Há todo o lado do maravilhoso desconhecido que me atrai. Tenho imensa curiosidade pelo que não vemos, mas sentimos. A história humana está cheia de mitos, ricos em detalhes e descrições, o que me alimenta a veia imaginativa. Reconhecer que, pelos mitos, poderão ter existido criaturas fantásticas é assustador e maravilhoso. Neste caso, ler histórias em fontes sonantes como a Bíblia, ou o Paraíso Perdido, em que se conta a queda de Lúcifer, que foi um dos anjos altos. Ler sobre a beleza dos anjos e as suas asas brancas e a sedução do Homem pelos demónios. Que afinal, nós humanos, meros mortais, andamos meio perdidos sem saber bem a nossa origem e destino, mas tentamos fazer o melhor das nossas vidas e perceber, ao ler essas fontes, que os imortais também padecem dessas preocupações e que os leva a ter reações bem humanas como invejas, dor e angústias, aproxima-nos dos seres dos mitos e é o que mais me atrai neste universo.

aguerrasagrada

Este é o primeiro de uma trilogia. De que forma a pensas desenvolver?

Este primeiro é sobre vingança e pagar com sangue os atos feitos no passado, mas a vingança nunca é o fim de uma história. Todas estas personagens vão ter de lidar com os acontecimentos passados neste primeiro livro e isso já me deu tantas ideias que, na minha mente, estão quase acabados o segundo e terceiro volumes da história. Até há pontos neste livro que serão explorados e explicados no segundo volume. Gosto de aproximar estes seres mitológicos à realidade humana, como se fossem parte integrante dela e então, sempre contando o desenrolar da Guerra Sagrada, os seguintes volumes vão ter muito do choque entre o divino e o terreno.

E agora, o que planeias fazer para promover e divulgar este teu primeiro título?

Tenho umas ideias que ainda estou a formalizar, como teasers e booktrailers, bem filmados e bem originais. Mas para já temos a facilidade do digital como forma de chegar às pessoas que gostam do tema, ou que gostem de ler histórias com mistério e acção. Tenho a minha página como autor, onde vou partilhando conteúdo e espero que venha a ser um espaço de debate sobre a história. Podem encontrar-me no Instagram também. E espero um dia conseguir lugares em feiras e festivais: Comic Con Portugal estou a olhar para vocês!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s