“Escrever este livro foi uma espécie de resgate de mim”

graça aguiar

Graça Aguiar é a autora de “Vento do norte”, uma espécie de sequela do seu primeiro livro, “Vento do sul”. Conversámos sobre este novo título – lançado em maio pela Capital Books –, a intensidade da sua narrativa e das suas personagens vincadas.

Porque decideste escrever este novo livro, sequela do primeiro “Vento do sul”?

Decidi começar a escrevê-lo quatro meses antes de lançar o primeiro. O “Vento do Sul” esteve guardado uns bons anos na gaveta, durante esse tempo fui pedindo a algumas amigas para o lerem. As opiniões foram coincidentes, bastante favoráveis e quase sempre com a mesma pergunta associada, “vais escrever a continuação, não vais?”. No início não considerei fazê-lo, uma vez que não tinha em mente publicar o que quer que fosse. Mas mais tarde resolvi reler a história e percebi que elas tinham razão, que eu também gostaria de ler a continuação. Foi nessa altura que resolvi romper com alguns dos meus medos e enviar o manuscrito para cinco editoras. E foi também na mesma altura que me bateu uma nova vontade: começar a escrever o “Vento do norte”. Valeu a pena, confesso. Para além do desafio de escrever algo que seria uma continuação, mas sem o ser exatamente, foi deixar-me mergulhar nas emoções de algumas personagens e, com isso, fazer uma espécie de resgate de mim mesma, uma terapia.

De que trata a história?

É uma história de amor muito intensa, que vai além da matéria, do contato físico e do sentimento do amor comum entre homem e mulher. O contato físico e o desejo sexual existem adjacentes à sensação de ser um amor muito profundo e intenso, quase inexplicável, como que vindo de outras épocas, de outras vidas. E na verdade vem. É uma história galopante, que nos vai levar a essa contingência. As personagens reconhecem-se de alguma forma, têm sensações fortes que as atraem constantemente… a certa altura nasce o questionamento, “que amor é este que não lhes permite serem felizes longe um do outro?”. Para além do amor entre estas duas personagens, este livro relembra-nos também o amor da família mais próxima, a importância das raízes e dos alicerces familiares, a amizade… A bondade e a maldade também é referida aqui, de forma até bastante extrema.

As personagens que apresentas são muito intensas e vincadas. São inspiradas por quem?

Elas nasceram naturalmente, do que vou conhecendo da natureza humana. Não posso dizer que conheço alguém exatamente assim, como está espelhado no livro, mas haverá sempre um cruzamento, uma ou outra característica que ressurgiu das minhas memórias na hora de escrever. A natureza feminina é a que vinco mais neste livro. Sendo eu mulher, penso que é natural. De qualquer forma, creio que fica latente o seu lado emotivo, para o bem e para o mal, como uma espécie de dualidade. Aparentemente sou mais generosa com os homens, já que nos meus livros eles se transmutam para melhor, contudo, precisam de um acontecimento ou uma motivação forte. E quem é o acontecimento ou motivação forte? A mulher, ainda que não implique ser sempre positiva ou inocente.

O que há de autobiográfico na personagem Sara?

O mundo social, profissional, estados civis e familiares da Sara não conferem em nada com o meu. Emocionalmente, diria que confere bastante. Descobri isso quando, quatro anos após escrever o meu primeiro livro, o reli. Algo que algumas amigas me foram dizendo, mas que não validava muito. No segundo, talvez por ter sentido demasiado as emoções da Sara, ou por estar numa fase de maior autoquestionamento e já me conseguir ir conhecendo por dentro, reconheci-o mais facilmente. Além das múltiplas emoções, existe também o meu medo de andar de elevador e e outras situações que vêm no primeiro livro, como a doença da mãe da Sara, uma esclerose múltipla da qual a minha mãe padeceu. A perda de dois bebés… e penso que é só.

Há um intenso lado espiritual neste livro, isto é uma das tuas facetas?

Diria que é uma das minhas realidades, algo em que acredito e respeito profundamente. Este livro fala sobre o resgate de emoções. Emoções, essas, bloqueadas em vidas passadas, o que está também relacionado com uma das minhas áreas profissionais. Além de ser financeira, fui terapeuta durante alguns anos e ainda sou! Uma vez terapeuta, sempre terapeuta, precisamente na área da terapia de regressão de memória. Aproveitando esta experiência, que considero ter sido muito positiva e gratificante, decidi transpô-la para a história da Sara. Sei que é um tema delicado, pelo qual a maioria sente fascínio, mas que não admite nem fala. Talvez tenha sido um pouco audaz da minha parte, porque vai mexer com a suscetibilidade e crenças de algumas pessoas, todavia, penso que o resultado foi muito bom.

Como vais agora promover o livro?

Vou aproveitar as vias possíveis para o efeito: apresentações, entrevistas de rádio (já dei duas), entrevistas online ou presencial, enfim, tudo o que ajude a divulgar o meu trabalho, mas, acima de tudo, que me ajude a evoluir mental, emocional e espiritualmente. E quem sabe a outras pessoas também! Na verdade, foi algo que descobri durante este encontro comigo mesma: que o que quer que faça tem de ter um propósito maior, uma nova experiência, um desafio, uma aprendizagem. Algo que ajude a crescer a alma, porque se for para alimentar o ego, prefiro não o fazer.

E ideias para novos livros, já tens?

Tenho uma ideia bastante diferente e que, na minha perspetiva, pode dar um resultado também bastante interessante. Ainda não vou revelar, porque nos últimos dias ela está mais latente e quero primeiro despejá-la para o papel. Depois, logo vejo o que acontece. O que posso adiantar é que já tem título. E mais não digo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s