“O amor apresenta-se com uma dualidade terrível de ser gerida”

Cristina das Neves Aleixo é a autora de “Por amor, tudo(?)”, onde aborda a violência doméstica de forma clara e incisiva. Anteriormente, esta autora tinha publicado o livro infantil “Joaninha e o jardim encantado”. Quisemos saber mais sobre o novo título.

Cristina das Neves Aleixo

Este novo livro centra-se no tema da violência doméstica. De onde veio a ideia? 

Estava a escrever um romance que, a determinada altura da estória, mencionava, brevemente, alguma violência doméstica num contexto psicológico. Numa conversa com os meus editores, dei-lhes a conhecer aquilo que estava a criar e, imediatamente, um deles pergunta se eu não gostaria de escrever, a sério, sobre esse tema. Ponderei por um momento; não era essa a minha intenção inicial, mas a ideia fez muito sentido. Lembrei-me que já muita gente o fez, de diversas formas, mas a consciência de que é, infelizmente, uma problemática em crescendo, que atinge cada vez mais as camadas jovens e que diz respeito a toda a nossa sociedade – é um crime público -, fez com que nascesse em mim a vontade de participar na chamada de atenção para este drama. Assim nasceu o “Por amor, tudo(?)”, título que deixa bem claro que no amor existe uma dualidade que deve ser bem gerida. Portanto, esta foi uma ideia conjunta.

Continuar a ler