“O mais importante é o autor desenvolver o seu estilo próprio”

“Não se brinca com coisas sérias” – a publicar brevemente pela Capital Books – é uma coletânea de textos humorísticos de Amílcar Monteiro. Depois de passar pela stand-up comedy, o autor estreia-se com uma mão cheia de textos que misturam humor negro e absurdo. E um prefácio assinado por alguém muito especial…

amílcar monteiro

Como te surgiu a ideia de escrever este livro?

Desde que criei o meu blog, em 2007, e comecei a escrever de forma mais regular, que tinha já a ideia de um dia publicar um livro de textos humorísticos. No entanto, decidi que o tentaria apenas quando tivesse textos suficientes que me permitissem fazer uma seleção com um mínimo de qualidade. Em finais de 2014, achei que já tinha chegado essa altura e comecei o processo de edição do livro: escolha e organização do material, adaptação de textos que fiz para stand-up comedy e escrita de novas parvoíces a parodiar o meu próprio livro.

Esta tua queda para o humor, vem de onde?

Não sei ao certo. Creio que está ligada ao meu ambiente familiar, mas também à minha personalidade. Sei apenas que o humor foi sempre a forma preferencial de me relacionar com as pessoas, nos mais diversos contextos e a principal ferramenta para combater o aborrecimento e cinzentismo que, por vezes, nos rodeiam.

naosebrincacapa

Preferes este registo escrito ou é mais fácil fazer stand-up comedy?

Não acho que seja mais fácil ou mais difícil, são simplesmente formatos diferentes. Apesar de ter feito stand-up comedy durante algum tempo e de ter sido uma bela e enriquecedora experiência, não sou apaixonado pelo palco. Sou, isso sim, apaixonado pela escrita e pela liberdade que ela me dá, sem condicionantes, pelo que prefiro muito mais o registo puramente escrito.

Como há cada vez mais humoristas, como te pensas distinguir de todos os outros?

Acredito sempre na qualidade e originalidade como critérios de distinção e longevidade. No entanto, penso que como em qualquer outra arte, na escrita humorística o mais importante é o autor desenvolver o seu estilo próprio. Conseguir que o trabalho seja tão caracteristicamente seu que, mesmo não o assinando, as pessoas reconhecem logo quem é o autor. É isso que almejo, embora saiba que é um processo longo e gradual. Este livro, com textos escritos durante um período de sete anos, é apenas a primeira etapa desse processo. Por isso, peço a todos que lêem isto que o comprem, para me ajudarem a passar à etapa seguinte (imaginar o autor com olhos de bambi).

Arranjaste alguém muito especial para prefaciar este livro. Queres adiantar alguma coisa?

Foi alguém que convidei para redigir o prefácio e tive a sorte que aceitasse. Mas, de momento, prefiro não adiantar muito sobre isso, quero que seja uma surpresa. Deixo apenas uma palavra: Celebridade. Para saberem de quem se trata, terão de adquirir o livro (imaginar o autor com ar misterioso).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s