Livro conta história de escrava sexual do Estado Islâmico

Esclaves de Daech

Escravas do Daech” (nome do Estado Islâmico em árabe) é o relato de Jinan, jovem yazidi de 18 anos, sobre os três meses em que esteve cativa no Iraque, às mãos de dois militantes daquele grupo terrorista. Jinan acabou por fugir dos seus captores, roubando-lhe as chaves durante uma noite, mas esteve presa em conjunto com outras raparigas e conta que “eles nos torturavam, queriam converter-nos à força e se negávamos, éramos agredidas, presas do lado de fora em pleno sol, obrigadas a beber água onde flutuavam ratos mortos. Às vezes, submetiam-nos a choques elétricos”. O livro, escrito em colaboração com o jornalista francês Thierry Oberlé, é lançado em 5 de setembro, pelas Fayard. Jinan vive atualmente com o marido, que reencontrou após fugir dos seus captores, num campo de refugiados yazadis no Curdistão iraquiano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s