“Valeu a pena? Tudo vale a pena, se a alma não é pequena”

Tudo vale a pena quando a alma não é pequena

Valeu a pena?
Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quiser passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa (1888-1935) é o mais universal dos poetas portugueses, também reconhecido pela sua prosa e textos filosóficos. Enquanto poeta, escreveu debaixo de múltiplas personalidades – os heterónimos –, compondo biografias completas de cada uma das personagens que criava e que, por sua vez, escreviam textos apropriadas às suas respetivas caraterísticas. Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro destacam-se entre estes heterónimos de Fernando Pessoa. Interessava-se também pelo ocultismo, misticismo e astrologia (fazia consultas astrológicas a si próprio). Faleceu aos 47 anos, no hospital de São Luís dos Franceses, em Lisboa, vítima de uma cólica hepática. A sua última frase? “I know not what tomorrow will bring”.

Anúncios

4 pensamentos sobre ““Valeu a pena? Tudo vale a pena, se a alma não é pequena”

  1. Pingback: “Matar o sonho é matarmo-nos” | capitalbloogs

  2. Pingback: “Ser poeta é ser mais alto, ser maior do que os homens!” | capitalbloogs

  3. Pingback: “Quem não vê bem uma palavra, não pode ver bem uma alma” | capitalbloogs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s