“Tento ser genuína e dar sempre o melhor, em tudo o que escrevo”

Ana Ribeiro é uma jovem de 28 anos, residente em Chaves e com dois títulos já publicados. O último – “Um amor inexplicável” – foi editado em junho pela Capital Books e reflete o caráter romântico da autora. Fomos conversar sobre o que a Ana já fez nas letras, mas também como projeta o desenvolvimento da sua carreira literária.

Ana Ribeiro

Quem é a Ana Ribeiro? De onde vens e para onde queres ir?

Nasci em 1987, no Porto, mas desde que me conheço que vivo em Chaves. Adoro ler, leio todo o tipo de livros, adoro escrever, uma boa sessão de cinema e uma viagem inesquecível. Adoro que me façam rir à gargalhada. Sou licenciada em Análises Clínicas e Saúde Pública, no cresci com o bichinho da escrita. A paixão pela escrita surgiu na infância, com a escrita de vários diários. Comecei a escrever alguns textos de poesia em 2009, que fui partilhando com um amigo meu, que me incentivou a lutar por este sonho – de um dia ser escritora – e me sugeriu que os compilasse num livro. Em março de 2011, publiquei “Diário de uma vida” e participei num projeto com escolas, que me fez perceber o que é que eu queria fazer realmente: escrever. Contar histórias aos outros.

Qual o impacto que o facto de seres autora tem na tua vida?

Ser autora mudou-me muito. Quando publiquei o meu primeiro livro, era uma jovem muito tímida e reservada, não gostava de comunicar, lembro-me que durante o meu percurso académico não gostava de apresentar trabalhos e ter tanta gente à minha frente a avaliar a minha postura e o meu trabalho. Se pudesse fugir, não perdia tempo. Quando publiquei o meu primeiro livro, tive que enfrentar esse medo e guardar uma boa parte da minha timidez. O projeto com escolas em que participei, também me ajudou a descobrir o prazer em comunicar com os outros e não ter medo dos seus juízos de valor.

Gostas tanto de temas românticos, que nem ponderas escrever qualquer coisa fora disto?

Posso adiantar que já tenho dois trabalhos onde o romance não vai existir, são trabalhos que abordam temáticas onde o romance não se encaixa. Mas uma boa história tem sempre que ter uma pitada de romance, isso cativa quem lê. Apesar de existirem muito bons livros onde o factor romance não existe. Sempre gostei muito de ler romances, é o meu tipo de livros preferido, daí que essa preferência acabe por influenciar a minha escrita.

Vives em Chaves. Isso é um constrangimento ou uma oportunidade para continuares a escrever?

Não poderei dizer que seja um constrangimento; é a minha cidade e com certeza será sempre uma oportunidade para continuar a escrever, ainda que, nas histórias que tenho escrito, nunca me tenha inspirado na minha cidade. Habitualmente, inspiro-me em grandes cidades. Chaves é uma cidade pequena e pacata, que não oferece a mesma diversidade que outras cidades. Mas quem sabe, talvez um dia Chaves seja protagonista de uma história!

Imagina que tinhas de escrever um novo romance nas próximas semanas. Que enredo é que lhe davas?

Um enredo que abordasse o desemprego jovem e as dificuldades que os jovens passam em Portugal para conseguirem entrar no mercado de trabalho. Acho que esse seria um enredo interessante.

Há cada vez mais jovens a tentarem a sua sorte no mundo das letras. Como é que vez essa competição tão feroz?

Não é nada fácil vingar no mundo das letras em Portugal, é preciso lutar muito, trabalhar muito, saber marcar pela diferença e cativar o público. Tento ser genuína e dar sempre o melhor, em tudo o que escrevo. O Pedro Chagas Freitas diz que “o melhor escritor é aquele que tem o melhor leitor”.

Como imaginas a tua carreira literária, daqui para a frente?

Espero que tenha um crescimento gradual. Que me permita chegar a mais pessoas e públicos diferentes, que me permita experimentar vários estilos literários, para poder crescer literalmente. E que me traga novos projectos e novos desafios.

Anúncios

2 pensamentos sobre ““Tento ser genuína e dar sempre o melhor, em tudo o que escrevo”

  1. Pingback: Eu em entrevista… Ao blogue da Capital Books! | [Portefólio de Escrita]

  2. Pingback: Ana Ribeiro apresenta o seu título mais recente em Chaves | capitalbloogs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s